Direito do consumidor e dano por perda de tempo

uma análise à luz da jurisprudência dos tribunais de justiça dos estados do Rio Grande do Sul e o Rio de Janeiro

Autores

  • Camila Becker dos Santos

Palavras-chave:

Direito do consumidor, Responsabilidade civil, Dano, Perda de tempo, Relações de consumo

Resumo

Considerando o desenvolvimento da sociedade e a necessidade constante de readaptação do direito a ela, inovações jurídicas surgem a fim de amparar situações de fato que até então não eram protegidas. O instituto da responsabilidade civil, em especial dos danos extrapatrimoniais, é um campo que está em constante mutação ao nos possibilitar a defesa de teses jurídicas até então não exploradas, ou pouco exploradas. É caso dos danos por perda de tempo nas relações consumeristas, estudo ao qual se dedica o presente artigo. Trata-se de pesquisa qualitativa através dos métodos técnicos bibliográfico e de precedentes judiciais.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Camila Becker dos Santos

Bacharela em Ciências Jurídicas e Socais pela Uniritter Laureat International Universities. Pós graduanda Lato Sensu em Direito Civil com Ênfase em Contratos e Responsabilidade Civil pela Uniritter Laureat International Universities. Membro da CEJA da OAB/Esteio. Advogada.

Downloads

Publicado

2017-08-26

Como Citar

SANTOS, C. B. dos. Direito do consumidor e dano por perda de tempo: uma análise à luz da jurisprudência dos tribunais de justiça dos estados do Rio Grande do Sul e o Rio de Janeiro. Revista da Defensoria Pública do Estado do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, n. 18, p. 35–48, 2017. Disponível em: https://revista.defensoria.rs.def.br/defensoria/article/view/166. Acesso em: 23 jul. 2024.

Edição

Seção

Convidados