A vez das soluções consensuais de conflitos e o papel da Defensoria Pública

Autores

  • Felipe Kirchner

Palavras-chave:

Soluções Consensuais de Conflitos, Métodos Não Adversariais, Mediação, Conciliação. Defensoria Pública, Acesso à Justiça

Resumo

O presente estudo visa apresentar o paradigma normativo do Novo Código de Processo Civil acerca dos métodos de solução consensual de conflitos, enfocando as técnicas da mediação e da conciliação, e enfatizando, ainda, o papel da Defensoria Pública enquanto Instituição de Estado onde a tarefa de priorização dos modelos não adversariais pode alcançar seu real potencial, realizando as promessas normativas de um processo civil mais eficiente e de realização de uma justiça efetiva e substancial.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Felipe Kirchner

Mestre em Direito Privado pela UFRGS. Defensor Público do Estado do Rio Grande do Sul, Dirigente do Núcleo de Defesa do Consumidor e de Tutelas Coletivas (NUDECONTU). Presidente do Conselho Estadual de Defesa do Consumidor do Estado do Rio Grande do Sul (CEDECON). Professor Universitário na Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUCRS).

Downloads

Publicado

2015-04-25

Como Citar

KIRCHNER, F. A vez das soluções consensuais de conflitos e o papel da Defensoria Pública. Revista da Defensoria Pública do Estado do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, n. 11, p. 157–214, 2015. Disponível em: https://revista.defensoria.rs.def.br/defensoria/article/view/262. Acesso em: 24 jul. 2024.

Edição

Seção

Convidados